É necessário reaprender a aprender

É necessário REAPRENDER a APRENDER

Somos sobreviventes de uma situação que ficará marcada na história mundial. Hoje, quase dois anos após o primeiro caso identificado do CORONAVÍRUS, o mundo está totalmente modificado, e nós, pequenos grãos de areia neste universo, também tivemos que nos adaptar a uma nova forma de fazer e existir.

No que diz respeito à educação, os abalos foram incalculáveis. Desde o pré-escolar que teve o início de sua alfabetização atrasada ou no mínimo não tão completa como deveria, até o aluno que se encontrava no 3º ano do ensino médio se preparando para seu vestibular, sonhando com sua faculdade desejada. Enfim, todos sem exceção sofreram alguma consequência com tudo o que passamos.

Como um dos caminhos do ensino, foi necessário tornar imediato uma ação que já estava sendo ensaiada há algum tempo: a inclusão TIC’s (tecnologias da informação e comunicação) no processo de ensino, como meio de comunicação entre escolas e família e principalmente professores e alunos.

Todos fizeram grandes esforços para que ocorresse da forma mais proveitosa possível, porém, tudo que é novo incomoda, e foi necessário um tempo de adaptação. Em casa agora os alunos tinham estímulos externos que dificultavam sua atenção, assim como o auxílio do ‘’tio Google’’ como brincamos, o que deixou boa parte de suas questões a um clique de distância. 

E algo que estava ali para ajudar, pode se tornar um vilão, quando mal administrado. Hoje sabemos que temos o mundo nas palmas de nossas mãos. Mas será que estamos preparados para usar tamanha ferramenta?

Então neste momento é necessário reaprender a aprender. Aprender onde buscar por informações seguras e verídicas, a como utilizar em nosso auxílio tantos símbolos presentes na calculadora do celular (que tem tanta coisa), aprender que nem tudo que está escrito na tela é fato, aprender que as redes sociais hoje são vistas como um problema de saúde pública em várias esferas. Aprender que nós utilizamos o celular e não ele a nós. Conforme a Proposta Curricular de Santa Catarina (2019): 

Para ensinar e aprender na sociedade atual, não há como não compreender que as tecnologias nos permitiram novas relações com o conhecimento e afetaram nossos modos de interagir e nos relacionar (SANTA CATARINA, 2019).

 

Partindo deste pressuposto, a escola, que antes era vista como mediadora do conhecimento, agora também volta a aprender, para poder ensinar a aprender no mundo contemporâneo.

Mais do que os conhecimentos historicamente acumulados pelo homem no tempo, a escola do mundo contemporâneo deve aprender a ensinar como tratar toda informação disponível aos nossos alunos; ensinar a transformá-la de fato em conhecimento. A escola do mundo contemporâneo tem o dever de ensinar seus alunos a ler o mundo, pois a leitura deste precede a leitura da palavra (FREIRE, 1989).

 

Professora Kamila Martins Xavier – Matemática

 

Referências: 

 

FREIRE, Paulo. A importância do Ato de Ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados. Cortez, 1989.

 

SANTA CATARINA. Governo do Estado. Secretaria de Estado da Educação. 

Currículo base da educação infantil e do ensino fundamental do território catarinense / Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Educação. – Florianópolis : Secretaria de Estado da Educação, 2019.