O doce do amor no aprendizado: a importância do afeto na Educação Infantil!

O doce do amor no aprendizado: a importância do afeto na Educação Infantil!

É nessa fase que o ser humano dá início às suas descobertas e vivências, e se dá conta dos diferentes tipos de emoções. Por isso, acentua-se a seriedade do afeto para as construções sólidas, sejam elas emocionais e/ou cognitivas na primeira infância.

A criança que recebe afeto é observada, valorizada e representará por meio de suas ações, atitudes críticas. Também saberá exteriorizar seus pensamentos com mais segurança e autonomia.

A afetividade vai muito além do carinho, dos beijos e abraços nas crianças, atinge um ponto mais subjetivo, aquele que permite que elas explorem, que conheçam o mundo à sua volta de uma forma natural, algo que vem da essência da criança. Considerando desta forma suas ideias e opiniões, revelando à própria criança o quão suas atitudes são válidas e importantes. Começando dentro de casa com escolhas simples, como a roupa que irá vestir, até dentro da sala de aula, participando ativamente, inclusive, dos combinados. 

E porque não evidenciá-la? Se pararmos para pensar, muitas vezes a criança tem ideias inovadoras, superando as dos próprios adultos.

A educação afetiva é flexível, é negociável. Faz-se imprescindível respeitar a criança, tratá-la como tratamos de certa forma outro adulto, valorizando seu tempo, espaço e principalmente suas considerações diante de tantos afazeres no dia a dia.

Subestimar é uma palavra/ação que foge totalmente do vocabulário da educação propriamente dita, devemos acreditar e confiar, pois líderes de verdade certamente tiveram uma excelente base afetiva.