QUE TIPO DE PLANETA DEIXAREMOS PARA NOSSOS FILHOS?

QUE TIPO DE PLANETA DEIXAREMOS PARA NOSSOS FILHOS?

 

Estamos vivendo tempos difíceis, tempos estes, que nos levam a pensar: “Como será o mundo amanhã? Como será quando nossos filhos estiverem adultos? Será que podemos fazer alguma coisa para mudar ou melhorar? “

         Me refiro a várias áreas, políticas, sociais, econômicas e ambientais. Essa última não menos importante que as demais, e que, muitas vezes é deixada de lado em vista do nosso bel prazer.

Somente no mês de setembro encontramos várias datas comemorativas a fim de resgatar e nos lembrar a importância do meio ambiente:

  •       No dia 03 comemoramos o dia do Biólogo, profissional que se dedica a estudar todas as formas de vida;
  •       No dia 05 comemoramos o dia da Amazônia, uma riqueza natural insubstituível e tão relevante para o planeta, a qual temos o privilégio de ter cerca de 40% em território brasileiro, uma floresta tão rica em biodiversidade, tão importante na regulação do clima do planeta, mas que infelizmente está sofrendo grandes impactos como o desmatamento;
  •       No dia 21 comemoramos o dia da Árvore, e não podemos nos esquecer o quanto elas purificam o ar, produzindo oxigênio através da fotossíntese, servindo como abrigo aos animais, nos trazendo sombra, alimentos, aumentando a umidade do ar, amenizando a temperatura, além de embelezar as paisagens;
  •       E no dia 23 temos o equinócio de primavera em que se inicia a estação linda e perfumada, onde o dia e a noite têm duração iguais de 12h.

 

Todas essas datas com a mesma finalidade: chamar a atenção das pessoas para refletirem sobre o meio em que vivem e como se relacionam e interferem nesse meio.

Recentemente foi publicado um relatório da organização IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) no qual um grupo de trabalho examinou a base das mudanças climáticas passadas, presentes e futuras, examinando fundamentos como, por exemplo, como as emissões causadas pelo homem estão levando a mudanças fundamentais no sistema climático planetário. E esse relatório mapeia como esses impactos podem piorar se as temperaturas e emissões continuarem a aumentar sem controle. São dados preocupantes, talvez irreversíveis. Os cientistas não têm dúvidas de que as atividades humanas aqueceram o planeta. Mudanças rápidas e generalizadas ocorreram no clima e alguns impactos estão agora se concretizando.

E o que eu e você temos a ver com isso? Estamos consumindo de uma forma desenfreada, afinal de contas, todos os dias somos estimulados pela mídia que o “ter” nos traz felicidade, no entanto, não nos damos conta que quanto mais coisas comprarmos, mais recursos naturais estão sendo utilizados e extraídos para fabricar os produtos que compramos, mais poluição e emissão de gases são gerados nas indústrias e no fim não ficamos mais felizes e sim mais insatisfeitos, pois logo o produto que compramos se torna obsoleto e nos faz querer comprar outro, num ciclo sem fim.

Podemos nos examinar, repensar algumas atividades ou hábitos, cujo quais não são saudáveis ao planeta, e mudar. Nunca é tarde para uma mudança..

O planeta que queremos para nossos filhos e para as futuras gerações, depende de nós, depende de como estamos respeitando o meio ambiente no qual estamos inseridos, depende de como damos exemplo com ações e não somente com palavras.

Prof Camila- Ciências/Biologia