Tempo de Reflexão

Qual nosso real desafio nesse momento?

O avanço do novo coronavírus, obrigou a suspensão das aulas no Brasil. Diante disso, são aproximadamente 47,8 milhões de crianças e adolescentes que estão distantes das instituições de ensino. Essa distância nos faz ter novos desafios com o processo educacional das crianças e adolescentes. 

Essa realidade também está nas empresas que tem realizado suspensão, home office e até  antecipação de férias, de seus colaboradores. Em casa, muitos pais estão conciliando seus trabalhos às propostas da escola com atividades a distância.  É tempo de aprendizagem para todos. 

Jorge Forbes, em seu livro A invenção do Futuro, nos convoca a pensar sobre grandes períodos de mudança: “Nós temos a chance de sermos passageiros de uma mudança histórica sem precedentes. Cabe-nos fazer com que essa viagem possa ser vivida com interesse e entusiasmo, apesar dos solavancos comuns a uma mudança fundamental de atmosfera”. Ou seja, estamos diante dos desafios de um período que entra sua segunda semana de distanciamento não apenas do trabalho e da escola como instituições, mas que nos distancia do convívio com o outro. E que tipo de passageiro estamos sendo nessa viagem? 

A escola, diante de toda essa situação, tem se reinventado, utilizado da criatividade dos seus professores e coordenadores para dar continuidade ao desenvolvimento das nossas crianças e adolescentes. Em poucos dias, diante de algo tão novo e porque não dizer assustador para todos nós, a escola resolve seguir viagem apesar dos solavancos. Apresenta uma proposta On-line, desafia os professores a replanejarem seus roteiros de viagem e segue em frente, se reinventando e recalculando as rotas. 

É momento para reflexão. Momento de esvaziamento, tirar tudo do lugar e reorganizar. É momento de união entre a escola e as famílias. Não será possível entrarmos em grandes debates e disputas  pois não seremos nós, adultos os mais prejudicados, e sim as crianças e adolescentes que estão em pleno desenvolvimento e a cada ano letivo que se inicia fazem uma nova viagem no caminho da educação. 

Se para nós, adultos, está sendo desafiador compreender, separar o que é fato de falso, manter equilíbrio para entender onde este momento nos levará, economicamente, socialmente e emocionalmente, como deve estar sendo para nosso filhos e alunos? A 

Diante de todo esse cenário, pensando na organização social, educacional e emocional a escola que banca essa atividade virtual, está demonstrando que não são os conteúdos o que mais importa, como tem aparecido em muitas discussões de rede social. A escola está ciente que não continuar com as rotinas vai gerar um dano maior. E tem reforçado a importância da realização das tarefas escolares, de manter uma rotina de estudos, de ter espaços de lazer e de perceber que podemos usar desse momento para seguir viagem. Portanto pais, responsáveis, vamos unir ainda mais nossas forças para tornarmos útil, saudável e consciente esse momento de estudo dos nossos pequenos.

Pode ser clichê dizer que são eles nosso futuro, e pode ser até demandar responsabilidade demais aos que estão em formação. Mas como disse Forbes, temos a chance de fazer da viagem algo que se torne interessante. Coragem, é na crise que existe o convite real de mudança, de reforma e de ousadia.