Tempo em família!

Tempo em família!

O que vem na memória quando se fala tempo em família? O que te faz lembrar o tempo que você passa ou passava com sua família um aroma, uma comida ou uma atividade? Ah como é bom esse tempo essas lembranças com pessoas que amamos.

E hoje o quanto do seu tempo você dedica a sua família, será que  esse tempo é um tempo qualitativo? Inclusive, podemos associar a frase: “quantidade não quer dizer qualidade”.

A expressão “tempo de qualidade” é um período em que dedicamos exclusivamente nossa atenção a alguém mesmo que for meia hora do seu dia, além de se divertir, fortalecer laços essa pessoa se sente especial, se sente amada e cria momentos positivos, criando relações duradouras, promovendo conversas mais profundas quando necessárias.

O trabalho e a rotina refletem diretamente no cansaço e estresse. Por consequência disso, muitas vezes estamos próximos fisicamente,  mas distantes emocionalmente, sem conversas e compartilhamento de experiências. Outro fato responsável pelo tempo perdido em família  é o uso em excesso de mídias sociais em casa, que mesmo perto estamos longe, mesmo com tempo todos reunidos estão navegando em suas mídias sociais.

Apesar de ser uma situação comum em muitas famílias, existem formas de atenuar esse problema, para que assim você possa investir tempo de qualidade e fortalecer seus laços de relacionamento com seus familiares, segue algumas dicas:

# Sabe aquele membro familiar que faz tempo que você não vê, porque mora longe, porque não dá tempo? Que tal tirar 5 minutinhos para ligar por vídeo chamada de surpresa só pra saber como essa pessoa está?

# E aquela brincadeira de infância que você se divertia com seus irmãos, primos e amigos que tal reviver esse momento com quem está presente?!

# Humm e aquele gostinho de infância, que tal fazer uma culinária em família, repetir aquela receita que te faz lembrar de coisas boas.

# Sabe aquele lugar que você adorava ir com sua família que faz tempo que você não vai? Que tal fazer um passeio em família novamente?

Lembre-se: você não precisa necessariamente passar todo o tempo com  sua família, mas, sim dedicar um tempo do seu dia um, dois dias por semana para se fazer presente e fortalecer laços.

Portanto, cuide, brinque, converse, se dedique, se divirta, colecione momentos , pois tudo que fica são as lembranças de momentos vivenciados.

 

“O tempo é relativo à importância, você tem tempo para tudo que considera importante. Não reclame por falta de tempo, apenas reconsidere suas prioridades” (Marcos Lunardelli).

 

Gabriela Araujo